BlogMundo

Movimento feminista exige ao Vaticano papéis mais relevantes para a mulher

milenio stadium -vaticano - irmandade ecleseástica

 

A irmandade eclesiástica sairá, em outubro, às ruas de Roma para pedir mudanças na estrutura da Igreja.

Na sociedade civil, o papel feminino tem vindo a afirmar-se e a progredir, mas o mesmo não acontece na Igreja. Inspiradas pelo movimento #MeToo, várias mulheres católicas formaram o compromisso de, internacionalmente, mudarem as regras de acesso à estrutura hierárquica da Igreja.

O #MeToo foi posto em marcha em 2017, através de um tweet que pretendia consciencializar o mundo para a “magnitude do problema”, sugerindo que todas as mulheres que já foram assediadas ou abusadas sexualmente o citassem com “me too”. Vários nomes de peso de Hollywood, política e desporto foram confrontados com acusações, entre eles o produtor Harvey Weinstein, acusado de crimes sexuais por 70 mulheres.

No ano passado, o Vaticano rejeitou o casamento homossexual pela Igreja Católica, não concedendo a bênção dos padres aos casais do mesmo sexo. Várias organizações mostraram-se contra esta decisão, entre elas a “Voices of Faith” (Vozes da Fé), que foi formada para “empoderar as mulheres católicas” e tentar colocá-las em “papéis de tomada de decisão a nível local e global da Igreja Católica”. Defendem ainda que a mulher é a solução para os problemas que a instituição enfrenta no século XXI.

O movimento feminista católico tem bastante força na Alemanha, onde foi criada a organização Maria 2.0, em forma de protesto contra os abusos sexuais dentro da Igreja e a sua distribuição de papéis, privilegiando sempre o sexo masculino. Pede ainda a abolição do celibato.

Em outubro deste ano, os vários grupos católicos feministas sairão à rua, pedindo ao Vaticano uma reformulação na dinâmica eclesiástica, dando passos como o julgamento dos crimes sexuais e a inclusão das mulheres em papéis mais do que meramente serviçais.

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER