BlogMundo

Mineiro resgatado de mina russa em que morreram pelo menos 52 pessoas

milenio-stadium-MINA-RUSSIA
epa09604249 A handout photo made available by the Administration of the Government of Kuzbass shows Kemerovo Governor Sergei Tsivilyov (R) speaks with miner rescued after explosion on the Listvyazhnaya coal mine, in a hospital in Leninsk-Kuznetsky, Kemerovo region, Russia, 26 November 2021. Coal dust exploded in the ventilation system of the coal mine where at the time of the accident were 285 miners in the mine, and 52 miners were found dead. EPA/GOVERMENT OF KUZBASS PRESS SERVICE / HANDOUT HANDOUT EDITORIAL USE ONLY/NO SALES

 

As equipas envolvidas nas operações de salvamento que decorrem na mina de carvão russa de Kemerovo, Sibéria Oriental, resgataram um sobrevivente do acidente que provocou a morte a pelo menos 46 mineiros e seis socorristas.

“Na mina Listviázhnaya foi encontrado um sobrevivente. Foi levado para o hospital”, disse o governador da região, Serguei Tsiviliov, através da rede social Telegram.

O ministro para as Situações de Emergência da Rússia, Alexandr Chupriyan, acrescentou que o sobrevivente do acidente de quinta-feira é um mineiro.

“As nossas unidades estão a operar na mina. São três unidades, 17 pessoas”, disse Chupriyan ao canal de televisão Rossiya 24.

Durante as próximas 72 horas os socorristas vão continuar a trabalhar para atenuar as consequências do incêndio que deflagrou na mina para que sejam evitados reacendimentos.

De acordo com o departamento regional do Ministério para as Situações de Emergência, no momento do acidente encontravam-se na exploração mineira um total de 285 trabalhadores, dos quais 236 foram retirados de imediato.

A administração da mina informou que o incêndio, a 250 metros de profundidade foi causado por uma explosão do sistema de ventilação.

A mina começou a laborar em 1956 e tinha como nome “Gramoteinskaya 1-2” tendo sido reconstruída e modernizada após o fim da União Soviética.

Mesmo assim, em 2004, uma explosão na mesma mina provocou a morte a 13 mineiros.

O acidente desta semana é o mais grave em toda a região da Sibéria Oriental depois da tragédia que ocorreu na mina “Raspadskaya”, em 2010, em que morreram 91 trabalhadores.

JN/MS

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Não perca também
Close
Back to top button

 

O Facebook/Instagram bloqueou os orgão de comunicação social no Canadá.

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER