BlogEntretenimento

Justin Timberlake

JustinTimberlake-us-mileniostadium
Crédito: Twitter

Justin Timberlake recorreu às redes sociais para fazer pedidos de desculpas a Britney Spears e a Janet Jackson. Num texto, o cantor de 40 anos faz menção à relação que teve com Spears entre 1999 e 2002, e o breve namoro que teve com Jackson em 2002.

Para começar, Timberlake diz que contribuiu para um sistema “que conduz ao sucesso dos homens, especialmente dos brancos”. Depois disse: “Estou profundamente arrependido por todas as vezes da minha vida em que as minhas ações contribuíram para o problema”. O cantor diz que não devia ter ficado em silêncio quando poderia ter ajudado a lutar contra tal.

Depois mencionou os nomes das duas artistas que acredita mais ter prejudicado: “Quero pedir desculpas especifica e individualmente a Britney Spears e Janet Jackson, porque tenho carinho e respeito por ambas e sei que falhei”.

Uma confissão que surge depois do lançamento do documentário do The New York Times, Framing Britney Spears. Uma produção que fala de como a cantora foi explorada. Neste documentário, é feita menção à música de Timberlake “Cry Me a River”, um sucesso que foi lançado após o fim do namoro de ambos e faz alusões ao que pode ter causado a rutura.

Quanto a Janet Jackson, fica marcado o episódio em que a cantora e Timberlake atuaram no intervalo de uma Super Bowl. Uma performance em que Jackson teve um problema com a roupa e acabou com uma mama exposta. Situação que lhe trouxe muitas críticas e que deixou o cantor incólume.

Justin Timberlake percebe agora que deveria ter defendido as duas artistas e que esteve sempre numa posição privilegiada.  “A indústria tem falhas. Coloca os homens, especialmente os brancos, no caminho para o sucesso. É construída dessa forma. E como um homem nessa posição privilegiada, tenho de falar sobre o tema”, realçou “Por causa da minha ignorância, não percebi quando me estava a acontecer a mim, mas não quero beneficiar de uma situação que diminui outras pessoas.”

Para o cantor, este é o primeiro passo para mudar algo. “Quero ser responsabilizado pelas minhas atitudes incorretas e também fazer parte de um mundo que promove e dá apoio”, diz, afirmando estar determinado a ter mais atenção e a fazer parte de uma mudança positiva e mais inclusiva.

Kika/MS

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER