BlogMundo

Jovem migrante morre ao tentar atravessar o Canal da Mancha

milenio-stadium-migrante-jovem
Migrants picked up at sea while attempting to cross the English Channel, are pictured on a UK Border Force patrol boat on arrival at the Marina in Dover, southeast England, on January 10, 2022. – Last year, record numbers of more than 28,000 migrants who paid thousands of pounds to people traffickers arrived in the UK in often flimsy boats, according to analysis of Home Office data by the domestic Press Association news agency. (Photo by Ben STANSALL / AFP)

 

Um jovem migrante morreu esta sexta-feira ao tentar cruzar o Canal da Mancha, entre França e Inglaterra, juntamente com cerca de trinta outros, que foram resgatados em Berck (norte da França), anunciaram as autoridades locais.

A vítima é um homem com cerca de 20 anos, com provável nacionalidade sudanesa, segundo a Procuradoria de Justiça de Boulogne-sur-Mer, que abriu uma investigação contra desconhecidos por homicídio involuntário.

Esta é a primeira morte de um migrante no Canal da Mancha registada este ano.

Segundo as autoridades locais, no ano passado morreram 30 pessoas e desapareceram quatro, o que inclui 27 migrantes que morreram a 24 de novembro, no naufrágio do barco onde seguiam ao largo de Calais, naquela que foi considerada a pior tragédia desta rota migratória.

Segundo a Procuradoria de Justiça, as 32 pessoas que estavam a tentar fazer a travessia do canal com a jovem vítima foram socorridas “sãs e salvas”, mas em estado de hipotermia.

De acordo com uma fonte ligada à investigação citada pela agência de notícias AFP, os migrantes estavam “num bote semirrígido” e poderão ter ficado presos na descida da maré, já que alguns foram encontrados em bancos de areia.

As travessias do canal, de França para Inglaterra, a bordo de pequenos barcos atingiram um número recorde em 2021, com mais de 28.000 pessoas a recorrerem a essa forma de alcançar o Reino Unido, segundo a agência de imprensa britânica PA.

De acordo com a mesma fonte, só no mês de novembro do ano passado, quase 6.900 pessoas chegaram à costa inglesa, incluindo um recorde de 1.185 num só dia.

O fenómeno, que tem crescido significativamente desde 2018, devido ao fecho do porto de Calais e do Eurotúnel — vias que os migrantes costumavam usar para atravessar a fronteira escondidos em veículos -, está a criar uma tensão crescente nas relações entre Londres e Paris.

As autoridades britânicas consideram insuficientes os esforços desenvolvidos pelo lado francês para impedir os migrantes de embarcar na travessia, apesar de o Governo inglês ter acordado numa ajuda financeira a França para aumentar os esforços.

JN/MS

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER