BlogGTA

Graciosa Community Centre de novo em festa!

milenio stadium - graciosa community centre

 

Dois anos depois o Graciosa Community Centre abriu as suas portas para receber os sócios e os amigos. A Festa do Chapéu foi um pretexto para o reencontro depois deste período difícil para todos. Maria Ivo, a presidente da Direção, estava particularmente feliz com este recomeço.

“Ao fim de dois anos em que tanto se tem lutado, a casa é nossa, está paga, temos algum dinheiro no banco, mas está-se a esgotar, já há pouco, e hoje pela primeira vez vamos abrir a nossa casa. Estou muito feliz.”
Maria Ivo revelou ainda como a sua Direção enfrentou o enorme desafio que representou a pandemia. “Nestes dois anos, eu pedi aos elementos da minha Direção para haver sempre alguém a passar aqui, para ver como estava a casa. Todos os dias. Um cada dia. Eu vinha um, dois, às vezes três dias por semana… conforme. Porque isto é um prédio, temos muita gente à volta e não se sabe quem vai passar por aqui. E graças a Deus, até ao dia de hoje correu tudo muito bem. Os meus diretores são incansáveis e corresponderam ao meu pedido. Agora, estamos a abrir o Graciosa passados estes dois anos – fez no dia 8 de março dois anos que tivemos a última festa. Nunca mais se fez nenhuma. Agora cá estamos. Esperamos que os sócios e simpatizantes do Graciosa Community Centre comecem a vir. Temos hoje uma sala mais ou menos repleta e estou mesmo muito feliz. Eu quero ver os nossos sócios, os nossos amigos aqui na casa”.

A presidente do Graciosa Community Centre falou-nos um pouco do que vai ser o futuro próximo desta instituição comunitária. ”Daqui para a frente, nós temos festas pensadas de duas em duas semanas. A próxima festa será a Matança de Porco, que esgota sempre a sala. A seguir vem o aniversário, que é no dia 9 de abril, depois vem o Dia da Mãe e o Senhor Espírito Santo, que é tradição dos açorianos, é claro. Como sabe esta casa representa a Ilha Graciosa, do arquipélago dos Açores.”

Por fim, Maria Ivo explicou-nos como chegou a presidente da instituição a que está ligada desde a sua fundação (através do marido – um dos fundadores). E reconhece que não foi fácil aceitar o desafio. “Assumir o cargo de presidente desta casa foi difícil. O meu marido era o presidente da Assembleia Geral e o presidente que estava na Direção resolveu sair. Claro que quem estava na Assembleia teve de assumir. Mas o meu marido já estava há muito tempo com vontade de que uma senhora fosse a presidente da casa. Já tinha havido uma, mas esteve pouco tempo, não completou um ano. Como nenhum homem quis assumir o cargo ele disse que ia tentar uma mulher. Claro que começou a dizer que tinha que ser eu, porque ninguém queria… e olhe, aqui estou desde setembro de 2018. Está a correr bem, mas estou cansada. Temos muitos sócios, bem sei que está tudo a ficar com a sua idade, mas também temos muita gente nova que também pode vir aqui e assumir esta responsabilidade. Temos que mudar. Não podem ser sempre os mesmos. Esta casa vai fazer 42 anos, já não é muito jovem, mas está numa idade boa. E graças a Deus é nossa”.

Madalena Balça/MS

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER