BlogMundo

Fotógrafo René Robert caiu numa rua de Paris e morreu ao frio após nove horas sem ajuda

milenio stadium - mundo - rene robert

 

O fotógrafo René Robert, de 84 anos, morreu de hipotermia, depois de ter desmaiado e de ter ficado caído numa rua parisiense durante nove horas, sem receber ajuda. O incidente aconteceu na noite de 19 de janeiro.

O artista saiu de casa em direção à “Place de La République”, no centro da capital francesa. No caminho sentiu-se mal, desmaiou, caiu e ficou assim durante nove horas. Quando os bombeiros chegaram ao local, o homem já tinha morrido de hipotermia, segundo o jornal “El País”.

Segundo inúmeras reportagens nos meios de comunicação social franceses, ninguém parou para ajudar Robert quando este caiu desamparado no meio de uma rua movimentada da capital francesa. De acordo com o amigo do fotógrafo Michel Mompontet, Robert morreu graças “à indiferença” das pessoas.

“Os bombeiros, alertados por um sem-abrigo, chegaram ao local por volta das 6.30 horas da manhã”, disse Mompontet à televisão francesa France Info. “[Robert] ficou ao frio durante mais de nove horas, sozinho, até morrer. A equipa médica do hospital de Cochin não foi capaz de o reanimar”.

Para o amigo da vítima, a morte do artista é um exemplo trágico de uma sociedade indiferente. “Ao menos que se aprenda alguma coisa com esta morte. Quando uma pessoa está deitada no chão, mesmo que estejamos com pressa, vamos ajudá-la. Vamos parar”, pediu, ainda, Mompontet.

Robert nasceu em 1936 em Fribourg, Suíça. Começou a carreira na fotografia nos campos da publicidade e da moda, mas ganhou fama com os seus retratos do mundo do flamenco.

JN/MS

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER