Madeira

Hospital do Funchal perde médicos

Numa altura em que os responsáveis pelo sector da saúde pública na Região vêm a anunciar a contratação de alguns médicos, o SESARAM, em publicação oficial publicado no Diário da República, vem confirmar a saída de outros. Por exemplo, está anunciada a contratação de cerca de uma dezena de recém-formados médicos de família, por outro lado confirma-se a saída de médicos assistentes graduados.

Saem, como já anunciado publicamente pelo DIÁRIO, Luís Freitas de Medicina Interna, que vai ser o director clínico dos Hospital Particular da Madeira, que tem inauguração prevista para este mês. Acompanham-no os médicos de Cirurgia Geral José Manuel Pinto Cruz e Rubina Lara Vieira Almada Gouveia.

A saída de médicos do SESARAM para o sector privado, nomeadamente para o Hospital Particular, foi destaque noticioso no DIÁRIO no dia 5 de Janeiro último. Como então lhe demos conta, a transição é superior a estes três profissionais agora confirmados. Há saídas previstas de uma outra cirurgiã e de uma anestesista. Soma-se a saída de uma médica da Ginecologia/Obtetrícia, especializada em ecografias, que ruma ao Hospital de São João, no Porto.

Quando noticiámos este movimento de médicos, fonte ligada ao Hospital Privado disse ao DIÁRIO que muitos outros manifestaram disponibilidade para colaborar com a intuição, alguns interessaram e vão fazê-lo, outros não.

A mesma fonte disse que a abertura da unidade privada será capaz de fazer regressar à Região cerca de 40 profissionais de saúde, contando-se técnicos de várias área, além de médicos, entre eles.

Diário de Notícias da Madeira

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER