Madeira

“Funchal Pride” agora é “Madeira Pride”

Com data prevista para 19 de Outubro, a terceira marcha gay realizada no Funchal, denominada Funchal Pride, acaba de mudar de nome e será, de agora em diante, conhecida por Madeira Pride com os mesmos objectivos que passam reivindicar os direitos LGBTI+ e celebrar o “orgulho LGBTI+”.

Segundo a Comissão Organizadora do Madeira Pride, a alteração do nome é, acima de tudo, uma “evolução da visão do evento que se quer o mais inclusivo possível” com vista à promoção da visibilidade e da inclusão da comunidade lésbica, gay, bissexual, trans e intersexo na sociedade, sensibilizando para “a luta contra o preconceito” na Madeira e Porto Santo, sobretudo fora da cidade do Funchal, onde o preconceito é maior.

Numa altura em que os direitos humanos estão cada vez mais ameaçados em todo o mundo, com retrocessos sociais e legislativos que põem as pessoas LGBTI+ à mercê da discriminação e da violência, o Madeira Pride “apela à resistência” e terá como tema, este ano, ‘Orgulha-te de Quem És’.

Através de comunicado, a Comissão Organizadora do Madeira Pride fala do sentimento de vergonha que cada pessoa LGBTI+ sente por ser quem é, como uma das consequências mais frequentes da homofobia, bifobia e transfobia, sendo urgente “encher o peito de orgulho por sermos quem somos, pois só assim é possível dizer que não há vergonha por se ser negro, por se ser mulher, por se ser diferente… por se ser LGBTI+”.

A 3.ª Marcha do Orgulho LGBTI+ da Madeira pretende ser por isso, “mais colorida e representativa de todo o orgulho que devemos ter, salienta o comunicado.

Quem quiser contribuir com donativos e patrocínios deverá contactar a organização através do e-mail [email protected] ou das redes sociais do evento.

O Madeira Pride conta com o apoio da Câmara Municipal do Funchal e a 3.ª Marcha do Orgulho LGBTI+ percorrerá as principais ruas da cidade do Funchal, terminando no Auditório do Jardim Municipal do Funchal, onde haverá festa animada.

Recorde-se que a Comissão Organizadora desta renovada edição do Madeira Pride conta com elementos da sociedade civil e de várias associações que trabalham os direitos humanos, sendo elas a Associação Abraço – Delegação do Funchal, a Fundação Portuguesa ‘A Comunidade Contra a Sida’ – Delegação Regional da Madeira, o Núcleo LGBTI Madeira da rede ex aequo, a OPUS Gay Madeira e a UMAR Madeira.

Redes Sociais - Comentários

Fonte
DN Madeira

Artigos relacionados

Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER