Madeira

CMF apresenta percurso Histórico-Militar do Funchal

O presidente da Câmara Municipal do Funchal (CMF), Paulo Cafôfo, apresentou esta manhã, nas Portas da Cidade, o 3.º de uma coleção de 4 percursos temáticos que a Autarquia começou a desenvolver em 2017, no sentido de abordar temas considerados de interesse para o Município ao nível do seu património natural e edificado, e de ir ao encontro de um turista cada vez mais informado, exigente e curioso.

Depois de, há dois anos, a CMF ter lançado o Percurso da Geodiversidade do Centro Histórico do Funchal e de, no ano passado, ter apresentado o Percurso da Geodiversidade na Promenade Marítima Lido – Socorridos, ambos da responsabilidade do engenheiro João Batista, o Município apresentou agora o Percurso Histórico-Militar do Centro do Funchal, desenvolvido pelo Professor Rui Carita.

Paulo Cafôfo enalteceu, na ocasião, que este é mais um trabalho que resulta “da nossa Estratégia Municipal para o Turismo, visando qualificar e diferenciar o Funchal enquanto destino turístico de excelência. Estes roteiros têm contribuído para divulgar o património geológico, histórico e cultural da nossa cidade, aliando-se à promoção da actividade física e do bem-estar, mas têm, igualmente, vindo a despertar o interesse da comunidade académica, pois são documentos complementares aos manuais escolares, muitas vezes omissos em relação à história, arquitectura e geologia locais.”

“Esta é uma aposta que assenta em dois pilares que consideramos cruciais na estratégia do actual Executivo em termos de valorização do património identitário funchalense, na media que pretende valorizar os recursos patrimoniais da cidade, mantendo-nos autênticos perante aquilo que temos para oferecer, mas também criar novas oportunidades económicas para os nossos empreendedores e experiências mais completas para todos, tanto turistas como residentes”, frisou.

O percurso Histórico-Militar do Funchal integra os núcleos históricos de Santa Maria Maior, Sé e São Pedro. Este apresenta um grau de dificuldade baixo, boa acessibilidade e pode ser percorrido durante uma manhã ou uma tarde. É composto por 17 pontos de paragem, incluindo 2 locais com vista panorâmica, no início e no final da visita, numa extensão de 7 quilómetros. Tanto a versão portuguesa, como a versão inglesa do roteiro serão disponibilizadas no site ‘Visit Funchal’, tal como acontece com os percursos anteriores. Acrescente-se que o 4.º e último percurso abordará as singularidades arquitectónicas da cidade e terá a assinatura do arquitecto Rui Campos Matos, sendo apresentado ainda este ano.

Redes Sociais - Comentários

Fonte
DN Madeira

Artigos relacionados

Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER