Açores

3 hospitais da Região reduziram mais de 40 camas num ano

O número de camas nos três hospitais da região diminuiu no último ano, em comparação com o ano anterior, num total de 42 camas.

Em 2017 havia no Hospital de Ponta Delgada uma totalidade de 521 camas, distribuídas pelos Serviços de Urgência, recobro de operados, cuidados intensivos, Unidade de Cuidados Intermédios e outros (diálise, berçários, hospital de dia, etc). No ano anterior eram 539 camas, pelo que o Hospital de Ponta Delgada perdeu 18 camas num ano. O Hospital de Angra tinha 304 camas em 2016 e passou para 296 em 2017. O da Horta passou de 149 para 133.

No Hospital do Divino Espírito Santo o número de camas das enfermarias, praticado no internamento geral, segundo as respectivas valências/especialidades, também foi reduzido, passando de 389 em 2016 para 380 em 2017.

A Pediatria médica perdeu cinco camas (de 25 para 20) e a Obstetrícia passou de 32 para 28. Nas mesmas valências, o Hospital de Angra perdeu oito camas num ano e o da Horta seis.

Quanto aos recursos humanos nos três hospitais, em 2017 existiam 3.187 pessoas ao serviço, sendo que 1.583 são no Hospital de Ponta Delgada, 1.107 no de Angra e 497 no da Horta.

O pessoal médico nos três hospitais é de 413, sendo 248 em Ponta Delgada, 117 em Angra e 48 na Horta. Da totalidade dos recursos humanos no Hospital de Ponta Delgada, 397 são homens e 1.186 são mulheres. Do pessoal médico, 105 são homens e 143 são mulheres. Na unidade de Ponta Delgada estavam registados em 2017 516 enfermeiros (83 homens e 433 mulheres), sendo que 124 são enfermeiros especialistas.

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER